• Anonymous
  • Pesquisar
    Pesquisa personalizada

  • Patrocinador
FORCALIVRE!

Artigo 244 do Código Nacional de Trânsito - LEIAM

A assuntos que não se encaixam nos outros tópicos....
  • Patrocinador
forcalivre!

Mensagempor CELSO_RJ » 05 Abr 2005, 15:10

Prezados,
A lei existe e é pra ser cumprida, portanto, vamos ler o Artido 244 do Código Nacional de Trânsito que regulamenta o uso de motocicletas.

Art. 244. Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:
I - sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN;
II - transportando passageiro sem o capacete de segurança, na forma estabelecida no inciso anterior, ou fora do assento suplementar colocado atrás do condutor ou em carro lateral;
III - fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda;
IV - com os faróis apagados;
V - transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança:
Infração - gravíssima;
Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir;
Medida administrativa - Recolhimento do documento de habilitação;
VI - rebocando outro veículo;
VII - sem segurar o guidom com ambas as mãos, salvo eventualmente para indicação de manobras;
VIII - transportando carga incompatível com suas especificações:
Infração - média;
Penalidade - multa.
§ 1º Para ciclos aplica-se o disposto nos incisos III, VII e VIII, além de:
a) conduzir passageiro fora da garupa ou do assento especial a ele destinado;
b) transitar em vias de trânsito rápido ou rodovias, salvo onde houver acostamento ou faixas de rolamento próprias;
c) transportar crianças que não tenham, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança.
§ 2º Aplica-se aos ciclomotores o disposto na alínea b do parágrafo anterior:
Infração - média;
§ 3o A restrição imposta pelo inciso VI do caput deste artigo não se aplica às motocicletas e motonetas que tracionem semi-reboques especialmente projetados para esse fim e devidamente homologados pelo órgão competente.(Parágrafo incluído pela Lei nº 10.517, de 11.7.2002)
Penalidade - multa.

MOTOCICLETA - veículo automotor de duas rodas, com ou sem side-car, dirigido por condutor em posição montada.
MOTONETA - veículo automotor de duas rodas, dirigido por condutor em posição sentada.
CICLOMOTOR - veículo de duas ou três rodas, provido de um motor de combustão interna, cuja cilindrada não exceda a cinqüenta centímetros cúbicos (3,05 polegadas cúbicas) e cuja velocidade máxima de fabricação não exceda a cinqüenta quilômetros por hora.

Um abraço,
CELSO MARQUES - Bauru / Valinhos/ Ouro Preto/ Pedreira/ Prudentópolis/ Ibitipoca/ Itanhaém/ Americana/ Camacho/ Serras Gaúchas/ Santa Maria/ Cabo Frio/ Urubici/ Juiz de Fora/ São Thomé das Letras/ Santa Branca/ Visc de Mauá/ Aiuruoca/ Guaibim/ Pç de Caldas/ Arraial do Cabo/ Macacos
Avatar do usuário
CELSO_RJ
Tia Faladeira
Tia Faladeira
 
Guapimirim/RJ


 

Mensagempor triessse » 05 Abr 2005, 16:54

Art. 244. Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:
I - sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN;

Quais são essas normas e especificações?
Alguém as conhece?
Eu sempre vejo falarem delas mas confesso, nunca as vi.

Estou curioso :wink:
Imagem
" A vida é uma viagem, ninguém chega ao final são e salvo."
Avatar do usuário
triessse
Zelador
Zelador
 
Ténéré 2TY
São Bernardo do Campo/SP

Mensagempor CELSO_RJ » 05 Abr 2005, 17:14

Triessse,
Eu nunca li sobre as normas e especificações, mas se usarmos o bom senso não fica tão difícil:

Capacetes aprovados pelo Inmetro (prefiro os fechados);
Camisa de manga comprida (prefiro os casacos de cordura ou couro);
Botas sem cadarço;
Calça comprida (prefiro as calças de cordura ou couro);
Luvas (prefiro as impermeáveis de cordura).

Há três semanas fiz um Curso de Pilotagem no CETH da Honda, em Indaiatuba-SP, e foi mostrada a necessidade dos equipamentos aprovados.
-Quanto a camisa de manga comprida, fiquei surpreso, mas tinha lógica. Acontecem alguns casos de insetos (abelhas, por exemplo) entrarem pela manga da camisa e com a picada o tombo é inevitável. Já pensou?

-Botas sem cadarço são importantes porque o cordão não agarra nas alavancas de marcha. Às vezes vc não vê e quando pára a moto aí leva um tombo.

-Capecetes regulamentados e dentro do prazo de validade são de extrema importância. Existe sim a fadiga de material após o período da validade.

-Calças compridas pelo mesmo motivo da camisa de manga comprida.

-Luvas por motivos óbvios.

E por aí vai. O bom senso falará mais alto. Não temos de usar os equipamentos de segurança só porque a lei exige. Temos de usar pensando em nossa segurança e dos demais motociclistas, motoristas, pedestres, ciclistas, etc...

Ah! E não esqueça de ligar o farol durante o dia e a noite. Quando se fala farol, é farol mesmo, e não somente a lanterna. Nós precisamos e devemos chamar à atenção dos outros no trânsito.

Um abraço,
CELSO MARQUES - Bauru / Valinhos/ Ouro Preto/ Pedreira/ Prudentópolis/ Ibitipoca/ Itanhaém/ Americana/ Camacho/ Serras Gaúchas/ Santa Maria/ Cabo Frio/ Urubici/ Juiz de Fora/ São Thomé das Letras/ Santa Branca/ Visc de Mauá/ Aiuruoca/ Guaibim/ Pç de Caldas/ Arraial do Cabo/ Macacos
Avatar do usuário
CELSO_RJ
Tia Faladeira
Tia Faladeira
 
Guapimirim/RJ


 

Mensagempor triessse » 05 Abr 2005, 17:23

Pois é Celso, concordo que o bom senso é tudo.

Mas a questão é que existe uma lei que especifica uma norma que ninguém conhece ou não esta disponivel.

Você já deve ter visto na estrada motociclista viajando de bermuda com capacete aberto e óculos de camelô. Quando eles são parados pela policia, tendo a documentação em ordem, podem seguir viagem por que a propria autoridade policial não conhece as especificações da norma que consta da lei.
Imagem
" A vida é uma viagem, ninguém chega ao final são e salvo."
Avatar do usuário
triessse
Zelador
Zelador
 
Ténéré 2TY
São Bernardo do Campo/SP

Mensagempor Multi » 05 Abr 2005, 17:25

Aí, Celso! Maneiro!!!
É sempre bom recordar.
E tb é melhor que ficar dando "10 real" na mão "dus homi".

Abs
Avatar do usuário
Multi
Zelador
Zelador
 
Rio de Janeiro/RJ

Mensagempor Multi » 05 Abr 2005, 17:43

É , eu tb acho que devem usar o bom senso!
Inclusive... pilotar "cheio de couro" no meio do trânsito, ao sol de meio dia. Tudo bem... minha segurança... mas que é uma sauna ambulante, é!

Chega fininho no destino, hehehe!
Avatar do usuário
Multi
Zelador
Zelador
 
Rio de Janeiro/RJ

Mensagempor Multi » 05 Abr 2005, 18:46

O TEXTO FALA:
MOTOCICLETA - veículo automotor de duas rodas, com ou sem side-car, dirigido por condutor em posição montada.

Pode pilotar em pé nas pedaleiras (na estrada)?
Quando eu tô cansado eu fico em pé!

E também não fala nada do condutor usar qual das 3 pedaleiras (garupa, a própria e a que vai no protetor de motor, pra quem tiver).
Editado pela última vez por Multi em 06 Abr 2005, 20:04, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
Multi
Zelador
Zelador
 
Rio de Janeiro/RJ

Mensagempor Black Dog » 06 Abr 2005, 16:09

triessse escreveu:Art. 244. Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:
I - sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN;

Quais são essas normas e especificações?
Alguém as conhece?
Eu sempre vejo falarem delas mas confesso, nunca as vi.

Estou curioso :wink:


Seguinte:

Que eu saiba, o ítem "vestuário de acordo...", como citado no art. 244, ainda não foi regulamentado, é apenas um projeto.
Por isto, ainda não é cobrado o seu uso dos motociclistas.
T+
ImagemImagem
Imagem
Avatar do usuário
Black Dog
Modelador
Modelador
 
R 1100/1150 GS
Imbituba/SC


  

Mensagempor PéVermei » 07 Abr 2005, 15:40

Boa tarde a todos!
Espero que estejam bem!

Ótimo tema para se discutir!!!
Não querendo desviar muito do assunto, mas ninguém pode alegar que não sabia de alguma lei (os Advogados do clube podem me ajudar), seja ela qual for, desde que seja publicada no Diário Oficial.
Oque acontece mesmo, é que nem as autoridades sabem corretamente oque é certo ou errado. Mas é bom andar bem certinho, pois se nós pegarmos um guarda que conhece as leis, não teremos como justificar.

FALOU GALERA!
GRANDE ABRAÇO!
OCÊIS MÓRA NU MEU CORAÇÃO!!

IEU I MINHA FIÍNHA QUIRIDA!!!

Imagem
Avatar do usuário
PéVermei
Zelador
Zelador
 
Ténéré 2VG
Americana/SP



Mensagempor Multi » 07 Abr 2005, 20:57

multistrada escreveu:O TEXTO FALA:
MOTOCICLETA - veículo automotor de duas rodas, com ou sem side-car, dirigido por condutor em posição montada.

Pode pilotar em pé nas pedaleiras (na estrada)?
Quando eu tô cansado eu fico em pé!

E também não fala nada do condutor usar qual das 3 pedaleiras (garupa, a própria e a que vai no protetor de motor, pra quem tiver).



Mas e nesse caso, não tem nada escrito dizendo que eu tenho que pilotar sentado.
Avatar do usuário
Multi
Zelador
Zelador
 
Rio de Janeiro/RJ

Mensagempor Dias_Ribeiro » 07 Abr 2005, 22:03

Que eu saiba, o ítem "vestuário de acordo...", como citado no art. 244, ainda não foi regulamentado, é apenas um projeto.
Por isto, ainda não é cobrado o seu uso dos motociclistas.


Galera, um "vestuário de acordo" tem que ser muito bem discutido,
senão vejam essas situações:

você vai a praia num belo domingo de sol, de calça comprida,
camisa de manga longa, luvas e botas sem cadarço, ai chega na praia tira toda a endumentaria veste a bermuda toma um belo banho de mar e na volta.... , são coisas que nos fariam desistir de andar de moto, você está num churrasco vestindo-se bem a vontade, acabou o carvão, vai ter que sair pra buscar...calça, camisa de manga longa ..... #-o não dá !

abraços Dias_Ribeiro.
Avatar do usuário
Dias_Ribeiro
Fala Pouco
Fala Pouco
 
Ténéré 2VG
São Vicente/SP

Mensagempor Luiz Bombeiro » 08 Abr 2005, 01:43

Dias_Ribeiro escreveu:Que eu saiba, o ítem "vestuário de acordo...", como citado no art. 244, ainda não foi regulamentado, é apenas um projeto.
Por isto, ainda não é cobrado o seu uso dos motociclistas.


Galera, um "vestuário de acordo" tem que ser muito bem discutido,
senão vejam essas situações:

você vai a praia num belo domingo de sol, de calça comprida,
camisa de manga longa, luvas e botas sem cadarço, ai chega na praia tira toda a endumentaria veste a bermuda toma um belo banho de mar e na volta.... , são coisas que nos fariam desistir de andar de moto, você está num churrasco vestindo-se bem a vontade, acabou o carvão, vai ter que sair pra buscar...calça, camisa de manga longa ..... #-o não dá !

abraços Dias_Ribeiro.


Concordo plenamente!
Deve ser muito bem estudada essa hipótese.
Imagem
Avatar do usuário
Luiz Bombeiro
Tia Faladeira
Tia Faladeira
 
PARATY/RJ


 

Mensagempor Wilsonvelho » 08 Abr 2005, 02:14

Estas sao normas de transito mas nunca sao respeitadas porque nossas leis foram feita mas numca compridas.Entao de que vai adiantar esta polemica se tudo vai por agua abaixo

e nois em stl que barato

faltam 13 dias

um abraço do veinho

CHURRA DO RIBA II EU FUI. MORRETES EU FUI\:D/ SERRA DA CANASTRA EU FUI E SOZINHO. 21/24 de 04 de 05 STL EU FUI.
II SAIDEIRA EU FUI E FOI MARAVILHOSO.
IV REUNIAO NACIONAL EU TAVA LA E FOI 600
NOVO TEL.9961-0027 OU 8088930 :-!V NACIONAL NOIS FOI E PROXIMO NOIS VAI
Avatar do usuário
Wilsonvelho
Zelador
Zelador
 
Ténéré 2VG
São Paulo/SP

Mensagempor Dias_Ribeiro » 08 Abr 2005, 02:27

Wilsonvelho escreveu:Estas sao normas de transito mas nunca sao respeitadas porque nossas leis foram feita mas numca compridas.Entao de que vai adiantar esta polemica se tudo vai por agua abaixo

e nois em stl que barato

faltam 13 dias

um abraço do veinho



talvez elas não sejam cumpridas porque são mal elaboradas.


abraços Heitor.
Avatar do usuário
Dias_Ribeiro
Fala Pouco
Fala Pouco
 
Ténéré 2VG
São Vicente/SP

Mensagempor Young » 08 Abr 2005, 08:26

Pronto! Era tudo o que eles precisavam, ou seja:
Vão exigir a despeito do tempo que o motociclista use cordura ou couro totalmente com ziper levantado.
Só para perturbar o sossego da galera!!!
Avatar do usuário
Young
Colaborativo
Colaborativo
 
Ténéré 2VG
Vila Velha/ES

Mensagempor Federal » 08 Abr 2005, 09:01

Caro Celso_RJ, lei não é baseada apenas no bom senso, é claro que não podemos nos desculpar pela falta de conhecimento da lei, mas o mais correto é que esteja disponível para consulta, preferivelmente de forma acessível e simples e realmente concordo com o triesse, ONDE ESTÃO?
Vá até o Código Nacional de Trânsito e veja se acha alguma coisa sobre qual a idade mínima para se poder levar criança na garupa da moto?
Vamos mais longe tente ligar para qualquer DETRAN (O pior órgão público do País, sem dúvida) para ver se alguem lhe dá uma resposta, ou tente a PM vai ter a mesma resposta, ou seja NENHUMA.

RKF
QUANDO VAI VIR UMA OUTRA TÉNÉRÉ??
A Yamaha-ha-ha do Brazil demorou muito, comprei uma VARADERO 0 Km!!!
Avatar do usuário
Federal
Fala Pouco
Fala Pouco
 
XL1000 Varadero
Joinville/SC

Mensagempor Fabricio » 08 Abr 2005, 10:09

Olha aí galera !

Coquinho , tô fora!


RESOLUÇÃO Nº 20/98

Disciplina o uso de capacete de segurança pelo condutor e passageiros de motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos e quadriciclos motorizados, e dá outras providências.

O Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN, usando da competência que lhe confere o art. 12, inciso I, da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro - CTB, e conforme Decreto nº 2.327, de 23 de setembro de 1997, que trata da coordenação do Sistema Nacional de Trânsito;

CONSIDERANDO o inciso I dos arts. 54 e 55 e os incisos I e II do art. 244, do Código de Trânsito Brasileiro e a Resolução 03/88, do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial-CONMETRO;

R E S O L V E:

Art.1º. Os condutores e passageiros de motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos e quadriciclos motorizados, só poderão circular utilizando capacetes de segurança que possuam os requisitos adequados, na forma da presente Resolução.

Art.2º. Para fabricação dos capacetes de segurança, devem ser observadas as prescrições constantes das Normas Brasileiras: NBR 7471, NBR 7472 e NBR 7473.

§ 1o. Se o capacete de segurança não tiver viseira transparente diante dos olhos, o condutor deverá, obrigatoriamente, utilizar óculos de proteção.

§ 2º. O capacete deverá estar devidamente afixado na cabeça para que seu uso seja considerado correto.

Art. 3º. O prazo constante no inciso I, art. 4º da Resolução 004/98 será de cinco dias consecutivos.

Art.4º. O não cumprimento do disposto nesta Resolução, implicará nas sanções previstas no art. 244 do Código de Trânsito Brasileiro.

Art.5º. Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial a Resolução n º. 757/91.

Brasília, 17 de fevereiro de 1998.

Ministério da Justiça

Ministério dos Transportes

Ministério da Ciência e Tecnologia

Ministério do Exército

Ministério da Educação e do Desporto

Ministério da Saúde

Ministério do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e da Amazônia Legal
Fabricio Farias
Eita saudade da Pernambucana...
Avatar do usuário
Fabricio
Zelador
Zelador
 
Brasília/DF



Mensagempor CELSO_RJ » 08 Abr 2005, 12:18

Federal,
A respeito da sua pergunta, no parágrafo "V" do Artigo 244 mencionado no início deste tópico diz:

"V - transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança:
Infração - gravíssima;
Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir;
Medida administrativa - Recolhimento do documento de habilitação; "


Federal escreveu:Vá até o Código Nacional de Trânsito e veja se acha alguma coisa sobre qual a idade mínima para se poder levar criança na garupa da moto?
RKF


Eu sei que a lei não é baseada no bom senso. Eu quis dizer que na falta de informação ou regulamentação deveremos usar o bom senso.
Não é porque a lei não fala nada que eu vou andar desprotegido. O mais importante, na dúvida, é preservar a sua integridade.
Já pensou "se" a lei não falasse nada sobre o uso do capacete? Andaríamos sem este equipamento e estaríamos correndo riscos desnecessários.

Um abraço,
CELSO MARQUES - Bauru / Valinhos/ Ouro Preto/ Pedreira/ Prudentópolis/ Ibitipoca/ Itanhaém/ Americana/ Camacho/ Serras Gaúchas/ Santa Maria/ Cabo Frio/ Urubici/ Juiz de Fora/ São Thomé das Letras/ Santa Branca/ Visc de Mauá/ Aiuruoca/ Guaibim/ Pç de Caldas/ Arraial do Cabo/ Macacos
Avatar do usuário
CELSO_RJ
Tia Faladeira
Tia Faladeira
 
Guapimirim/RJ


 

Mensagempor Fabricio » 08 Abr 2005, 13:03

Celso, complementando
CELSO_RJ escreveu:[b]Federal,
A respeito da sua pergunta, no parágrafo "V" do Artigo 244 mencionado no início deste tópico diz:

"V - transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança:
Infração - gravíssima;
Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir;
Medida administrativa - Recolhimento do documento de habilitação; "




Fiz uma consulta ao Detran DF sobre este artigo especificamente, pois meu filho, na época tinha 6 anos e era louco para passear comigo. A redação deste inciso é ambígua ao falar:
"transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança". Perguntei se o meu filho, mesmo tendo seis anos porém tendo condições de cuidar da própria segurança (entendido como alcançar as pedaleiras, as alças para o garupa e manter-se sentado) poderia andar na garupa e a resposta foi que não. A questão é que mesmo tendo sete anos, se a criança não tiver condições de se manter segura, não pode andar.

Abraços
Fabricio Farias
Eita saudade da Pernambucana...
Avatar do usuário
Fabricio
Zelador
Zelador
 
Brasília/DF



Mensagempor CELSO_RJ » 08 Abr 2005, 13:12

Fabricio,
Vc está correto. Não basta ter 7 anos. Ter de ter condições de cuidar da própria segurança.

Um abraço,
CELSO MARQUES - Bauru / Valinhos/ Ouro Preto/ Pedreira/ Prudentópolis/ Ibitipoca/ Itanhaém/ Americana/ Camacho/ Serras Gaúchas/ Santa Maria/ Cabo Frio/ Urubici/ Juiz de Fora/ São Thomé das Letras/ Santa Branca/ Visc de Mauá/ Aiuruoca/ Guaibim/ Pç de Caldas/ Arraial do Cabo/ Macacos
Avatar do usuário
CELSO_RJ
Tia Faladeira
Tia Faladeira
 
Guapimirim/RJ


 

Mensagempor TUTO » 21 Abr 2005, 07:17

assuntinho polêmico, hein ?!? e vamos nós parpitá !!! hehehe...
O uso do capacete, até pouco tempo atrás, só era obrigatório nas estradas....
Acho desnecessário ter que usar os que cumprem a norma em minha cidade de 23.000 habitantes, onde a velocidade máxima permitida nas principais vias é de 40 Km/h .... e agora com a guarda municipal, se não usar é canetada na certa.... o mesmo para o farol aceso... tão descendo a caneta... agora se a roupa fechada dos pés à cabeça for realmente regulamentada.... vendo a moto e compro um carro conversível....
já tomei picada de abelhas, já tomei pedrada nas canelas.... mas nunca "comprei nenhum terreno".... só derrubei ela parada uma vez... hehehe...
Quanto à criança... diariamente passeio pelo meu bairro com o meu filho de 1 ano e 2 meses montado no tanque.... num adianta o bichinho adora moto... e eu moro em um bairro isolado, e com um movimento insignificante.... agora, com o mais velho (9anos) eu pego a estrada numa boa, mas claro que bem equipado.
Acho ridículo, eu ter que cumprir as mesmas leis dos grandes centros e das rodovias.... nesse fim de mundo.... O uso de cinto de segurança, em minha cidade, é obrigatório e gera multa sem dó !!! 8-) Acreditem não tem nenhuma rua que a velocidade máxima permitida seja de 60 Km/h ...
Infelizmente, a indústria das multas fala mais alto que qualquer bom senso e que qualquer lei .... porque se as leis no Brasil fossem realmente cumpridas, não estava essa baderna que hoje está... a impunidade tá sendo jogada na cara do povo brasileiro, e os conformados batem palma... só funciona "male-male" a indústria das multas de trânsito... pois essas geram uma boa grana para os cofres públicos e privados... :twisted: hehehe...
Agora se você tiver um bom QI (quem indica) dentro do detran, ou mesmo no alto escalão da PMRodov .... até as multas desaparecem... como num passe de mágica .... :twisted:
... por hora de 7 gallo, mas xtzeiro de coração !!!
TUTO - Caraguá - SP
e-mail+MSN: carlao.arruda@hotmail.com
Avatar do usuário
TUTO
Falador
Falador
 
Ténéré 2TY
NOVA LIMA/MG

Mensagempor CELSO_RJ » 21 Abr 2005, 16:48

Tuto,
Não quero ser chato mas filho meu só vai pilotar uma moto quando for habilitado e na garupa só quando tiver condições de se manter em segurança, conforme o CNT. Pode espernear à vontade mas não serei responsável por mais este ato.
Hoje estava de moto a 20 KM/H e um carro que vinha no sentido contrário, ao passar por mim, teve o parachoque traseiro solto, pois estava amarrado com arame. O Parachoque avançou a minha faixa e por muito pouco não o atingi. Caso eu o atingisse era chão na certa.
Imprevistos acontecem e no caso do seu filho de um ano, os danos podem ser irreversíveis e o remorso para o resto da vida.
É como criança no colo no banco da frente. Em uma freada inesperada não há tempo suficiente para o adulto que está com a craiança protegê-la.
No caso da moto é mais uma atenção desnecessária para ter.
Todas as normas foram baseadas em estatísticas de acidentes de trânsito.
Um abraço,
CELSO MARQUES - Bauru / Valinhos/ Ouro Preto/ Pedreira/ Prudentópolis/ Ibitipoca/ Itanhaém/ Americana/ Camacho/ Serras Gaúchas/ Santa Maria/ Cabo Frio/ Urubici/ Juiz de Fora/ São Thomé das Letras/ Santa Branca/ Visc de Mauá/ Aiuruoca/ Guaibim/ Pç de Caldas/ Arraial do Cabo/ Macacos
Avatar do usuário
CELSO_RJ
Tia Faladeira
Tia Faladeira
 
Guapimirim/RJ


 

Mensagempor Fabricio » 21 Abr 2005, 18:25

Tuto,

Não concordo com você.

Meu Filho só passou a andar comigo aos sete anos e com equipamento de proteção.

Só pilotará uma moto quanto devidamente habilitado.

Quanto vale a vida de seu filho? Existe algum equipamento que proteja a vida dele além da sua presunção??
Fabricio Farias
Eita saudade da Pernambucana...
Avatar do usuário
Fabricio
Zelador
Zelador
 
Brasília/DF



Mensagempor CELSO_RJ » 22 Abr 2005, 07:29

Fabricio,
Ao ler a sua mensagem de 08/04 notei que ao ler o parágrafo "V", a princípio entendemos que a redação é ambígua, mas não é. Veja bem:

Fabricio escreveu:"V - transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança:
Infração - gravíssima;
Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir;
Medida administrativa - Recolhimento do documento de habilitação; "



O termo "ou" dá esta impressão, mas "nas circunstâncias" quer dizer: "... ou que não tenha, na hipótese (de ter sete anos), condições de cuidar de sua própria segurança."

Eu interpretei desta forma. O que vc acha?
CELSO MARQUES - Bauru / Valinhos/ Ouro Preto/ Pedreira/ Prudentópolis/ Ibitipoca/ Itanhaém/ Americana/ Camacho/ Serras Gaúchas/ Santa Maria/ Cabo Frio/ Urubici/ Juiz de Fora/ São Thomé das Letras/ Santa Branca/ Visc de Mauá/ Aiuruoca/ Guaibim/ Pç de Caldas/ Arraial do Cabo/ Macacos
Avatar do usuário
CELSO_RJ
Tia Faladeira
Tia Faladeira
 
Guapimirim/RJ


 

Mensagempor Helio » 22 Abr 2005, 15:06

Federal escreveu:Vamos mais longe tente ligar para qualquer DETRAN (O pior órgão público do País, sem dúvida) para ver se alguem lhe dá uma resposta, ou tente a PM vai ter a mesma resposta, ou seja NENHUMA.


Foste bem infeliz na comparação: hoje trabalho no Detran e já trabalhei em vários outros lugares e, disparado, o trabalho aqui é o mais técnico e complexo que eu já fiz em toda minha vida. Conheço vários outros órgãos onde o serviço é muito mais fácil e que tem atendimento muito pior que o do Detran.

Quando um cidadão aqui liga para o teleatendimento e, ocasionalmente, os atendentes não sabem dar a resposta na hora, retornam a ligação quando têm a resposta.

CELSO_RJ escreveu:Fabricio,
Ao ler a sua mensagem de 08/04 notei que ao ler o parágrafo "V", a princípio entendemos que a redação é ambígua, mas não é. Veja bem:

Fabricio escreveu:"V - transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança:
Infração - gravíssima;
Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir;
Medida administrativa - Recolhimento do documento de habilitação; "



O termo "ou" dá esta impressão, mas "nas circunstâncias" quer dizer: "... ou que não tenha, na hipótese (de ter sete anos), condições de cuidar de sua própria segurança."

Eu interpretei desta forma. O que vc acha?


O "ou" não é por causa da idade mínima. Por exemplo se a criança estiver com o braço engessado ela não vai ter condições de cuidar da própria segurança (não vai conseguir se apoiar direito). Da mesma forma uma criança que estivesse tomando um remédio forte que a deixasse sonolenta poderia fazer com que ela caísse da moto. Creio que se aplicaria também por exemplo a uma criança com síndrome de down. É nestes termos.

Por último, faltou dizer que Detrans são órgãos estaduais, e que só cumprem estas normas, e que se elas foram mal escritas ou falta regulamentação é culpa dos órgãos federais, é só ver quem assinou: Presidente da República, Ministro da Justiça, Ministro dos Transportes, etc...
:-x :-x :-x Dona Yamaha: Abaixa o preço das peças, %$##% !!! :-x :-x :-x
Imagem
Avatar do usuário
Helio
Matraca
Matraca
 
Ténéré 2VG
Porto Alegre/RS

Próximo

Voltar para Outros assuntos técnicos.motos diversas..





  • Patrocinador
proracing!